Contos da Oficial


SINOPSE:

          Em um continente chamado Orkutzord, um grande Reino se destacava, o Reino do Flamingu Oficials aonde muitos mitos já nasceram e outros ainda vão nascer, aonde muitas tretas já ocorreram e muitas ainda vão ocorrer, atualmente o Reino está em paz e tranquilidade, sua estrutura política está firme e forte:

– Rei Thiago Bruno, ele fica na capital do Reino Flamingu, capital que era chamada de Porto-Oficial;

- Sua esposa, a Rainha, era Analua Braga.

- O filho deles era Gabriel do Sul, um BB de 1 ano e meio, herdeiro do Trono.

--- A Guarda Real do Rei:

- O Capitão, Sir Nicholas Fernandes.

- Sir Elcivania Lovick, uma Shemale;

- Sir Marcelo Braga, a Caveira, ele era um cavaleiro apenas no nome, pois não podia mais lutar e estava em leito de morte, ele era portador de AIDS, HPV, HTLV e Hemorroídas, o que lhe dava uma aparência extremamente magra, era uma caveira humana;

- Sir Axl, o Apaixonado;

- Grande Meistre Elias, um mago profético de 200 anos;

- Junior Ama de Leite;

- Busão, um carroceiro.

A Corte do Rei, era formada por vários nobres, como Gato Spider, Digão, Guga, Canuto Olho-Torto,  e Iuri Braga que era um grande extremista que pregava o ódio e a destruição aos supostos terroristas e conspiradores da Panela, Iuri era primo de Marcelo e irmão de Analua e ao lado de Jean, eram os dois maiores anti-panele da corte. Por fim tinham Charlie com seu pet, o Passarinho, e Vinicius Piscina, um garoto de 12 anos que estava entrando na puberdade, era sobrinho de Jhow BBB, veio pra corte para servir ao Rei como seu escudeiro. 

O Reino Boiano de Boiás fazia parte do Reino Flamingu, um dos mais poderosos vassalos do Rei, era governado por Jhow BBB, Jhow também era o comandante da Panela Oficial, uma poderosa organização no Reino que planejavam conspirações, Jhow tinha a ajuda de seus bravos cavaleiros, membros da Panela, muitos eram idealistas que queriam mudar o sistema de governo, acabando com mercantilismo e aplicando um sistema comunista, entre eles estavam Xuaizer Stalin, Bernardo Guevara, James Lenin, outros eram eles Pedro Maconha e Pedro Negrito, o Escravo que veio do Reino da Ebola.

E como na maioria das panelas, existe panelas dentro das panelas, como é o caso de um dos paneleiros mais notáveis: Renato Anão, a trupe de seguidores do Anão, a PMDA, Panela dos Mitos Defensores do Anão, era liderada por BAP e encabeçada por Eduardo Carvalho e Jhonatan, que juraram proteger e defender o Anão, Renato tinha suas próprias terras, porém eram pobres e não muito férteis, dessa forma ele importava maconha das plantações de Jhow que plantava para saciar a vontade de se amigo Pedro.
Jhow era casado com Nava Mortadela, Mortadela estava grávida do herdeiro de Jhow, planejavam colocar o nome de Raini no futuro filho.
Outra pessoa com terras e com um exército no Reino Boiano, era a ex-membro do antigo Reino do Curintias, Letícia, ela era um vassalo rebelde, era conhecida pelos seus inimigos em potenciais como Leticia Gambá ou simplesmente Gambá, ela detinha um exército de escravos, eram eles os Escravos de Buceta, este exército era encabeçado por Matt, Madruga, Aguero, o Arqueiro Legolas e João.


CAPÍTULO 01: VINICIUS PISCINA

  Piscina sempre fora quase um peixe, acordou com o sol batendo em seu rosto, havia dormido na piscina do Pálacio Real de Porto-Oficial, capital do Reino Flamingu, ele era sobrinho do grande Lorde Jhow BBB, o grande protetor do Reino Boiano de Boiás, um dos reinos vassalos mais férteis de todo Reino Flamingu. Piscina saiu da água, se enxugou, vestiu sua túnica e correu para o Grande Salão aonde a corte se reunia,  o Rei Thiago atenderia os nobres e debateria as questões do Reino ali, havia boatos de que se as pessoas soubessem do que ocorreria hoje, ficariam enojadas.

  Passou por fora do castelo aonde um bando de famosos who trabalhavam, depois seguiu até que chegou ao local e avistou algumas pessoas famosas. Iuri estava apoiado em um pilar, com as mãos cruzadas, distribuindo alegres sorrisos para todas as novinhas da corte, Digão, Gato Spider, Guga, Baroninho, Canuto Olho-Torto, dentre outros nobres aguardavam de frente ao Trono, enquanto toda uma plateia ficava em sua volta, tanto pela esquerda quanto pela direita. No grande acento ao lado do Trono do Rei, a irmã de Iuri, Analua, a Rainha, pairava eterna com toda sua fodastilidade, o Rei ainda não havia chegado, até que Piscina notou que ele vinha acompanhado de toda sua Guarda Real: Sir Nicholas, o Comandante, ex Lorde da APAE, Sir Elcivania Lovick, a Shemale, Lovick usava armas bem distintas, na mão direita carregava uma peixeira, na esquerda ele levava um estilingue que disparava rapaduras que ele trazia num saco que era amarrado ao pescoço. Os outros membros da Guarda Real eram Sir Marcelo, a Caveira, com todas suas doenças degenerativas, Sir Axl, o Grande Meistre Elias, que vinha se arrastando, além de Busão e Junior Ama de Leite que era o escudo juramentado do filho do Rei, Junior trazia o BB Gabriel do Sul no braço direito, no esquerdo ele levava a mamadeira que o alimentava com leite de cabra já que a mãe Analua havia dito que não o amamentaria pois isso fazia os peitinhos cairem, Grande Meistre Elias não parava de dizer para Junior cuidar bem do BB, pois ele era o Príncipe que foi Prometido, Azor Ahai Renascido, Gabriel do Sul seria o grande sucessor de Sir Nicholas, segundo Elias que era um mago profético, então o BB deveria ser protegido a todo custo.

– Meus súditos! – O Rei se pronunciou, após se sentar no Trono. – É com grande prazer que aqui estou eu para resolver o que há de ser, podem perguntar qualquer coisa.

  Digão tomou a frente.

– Meu grande Rei, eu queria dizer que esse safado do Iuri tá me bullynando, todo dia essa porra, fica me zoando de APAE e retardado, diz que sou feio, gordo e que eu nasci bugado.

  Geral começou a rir, Digão se encolheu, até que Iuri tomou a frente.

– DEIXA DE APAE SEU LIXO KKKKKKKKK!

– SILÊNCIO!!!1 – O Rei gritou, mas Iuri ignorou.

– Cala boca Thiago Bruno sua putinha, depois disso aqui vou comer teu cu, seu corno.

– Como ousa?! Vou passar o ban eterno de 3 dias. – Ameaçou.

– KKKKKKKK! – Iuri só ria, até que Digão pulou nas suas cosas e usando seus 150kg, derrubou Iuri no chão, Piscina julgou que além de Busão, nenhum outro no Reino era tão pesado quando Digão, ele então começou a esmagar Iuri, apertou suas mãos no pescoço de Iuri que começou a ficar vermelho, ninguém fazia nada, até que Iuri sacou seu punhal e enfiou no olho de Digão, bugando o pobre infeliz ainda mais, ele já havia nascido com APAE e retardadismo, Iuri agora havia o deixado cego. O sangue escorria e Digão chorava, foi correndo pros braços do Rei que ficou sem saber o que fazer, Analua tentou apaziguar dizendo que seu irmão só se defendeu, mas TB tomou vergonha na cara e foi implacável, sentou o ban em Iuri, que mandou todos tomarem no cu e vazou dali, a Rainha Analua também ficou puta e vazou da corte, tudo então voltou ao normal e Guga tomou a frente para falar.

– Aí Rei é o seguinte, Olho-Torto e eu ficamos sabendo que estão invadindo o Reino Bombas no Twitter, é um dos nossos Reinos mais populosos e ricos, estão pilhando lá e o exécito deles não para de crescer... alguns famosos whos dizem até que podem ser Minanda, Xeldô e Hempa que voltaram para se vingar.

  O Rei ficou pensativo, Vinicius Piscina apenas observava.

– Bem, não temos escolha então, Sir Nicholas – chamou –, você está no comando, reuna nosso Exército CSI e os leve para comer o cu dos traídores, eles estão banidos e querem voltar e foder nós, vão tomar no cu agora.

  Nicholas demorou um pouco para entender, visto que tinha APAE apesar do grande guerreiro que era, assim que compreendeu a ordem, se foi, o Rei então continuou:

– Vou enviar também o Marcelo Braga para o Reino Boiano, com toda suas doenças de AIDS, câncer e afins, você não poderá lutar, então te envio como mensageiro, deve ir até Lorde Jhow e dizer para ele convocar suas espadas para ajudar na luta. – Marcelo Braga que 

Piscina julgava ter, com sorte, seus 33kg, se arrastou para ir, Busão o acompanhou, iria levá-lo na sua carroça.

– Toda essa violência é realmente necessária? – Gato Spider perguntou – Paz > treta, aqui é amor, tranquilidade e união. – Gato Spider era muito adorado por todos, um verdadeiro amor, mas suas políticas de paz eram exageradas.

– Mais uma coisa, TB – Baroninho disse, tomando a frente. – E a questão da Gambá? Ela é nativa do Reino Curintias, não podemos confiar nela, a qualquer momento pode fazer uma merda, ela tem aquele exército dela, os Escravos de Buceta, Lorde Jhow parece que não vai atacá-la, ou pelo menos ainda não tem um motivo...

  O Rei deu uma risada.

– Já cuidei disso meu amigo, enviei certos espiões para essa bagaça aí, três dos nossos mais competentes guerreiros, cada um possui habilidades únicas, são eles Corey, Leleco e Luiz David, eles vão se infiltrar nas terras da Gambá, de quebra podiam trazer ela aqui pra mim, assim eu faria altos sexo, na verdade, faça isso, procure Charlie e diga para enviar Passarinho, ele deve ir voando até os espiões, dizer para caso ocorra algo, sequestrem Letícia e a tragam para cá.  – 

– Não gosto desse Corey – Baroninho falou –, podemos confiar nele?

  O Rei ignorou.

– Já tô cansado dessa porra toda, outro dia venho ditar, digo, governar mais um pouco, Elcivania – ele gritou por sua Shemale –, venha para meu quarto me satisfazer, parece que não terei a Rainha Analua hoje.

  Piscina então se retirou do salão, estava cansado, iria voltar pra sua piscina aonde poderia nadar e nadar e nadar, mas Charlie o interceptou.

– Aí sub, fui mandar o infeliz do Passarinho em uma missão e ele acabou fugindo, saiu voando até aquela torre ali – apontou –, tu que é mito das escalage e é sub, pode se enfiar pela janela ali e pegar o Little Bird pra mim. Estarei esperando você e o Pássaro no Salão do Rei, há brassos.

Piscina não gostou daquilo, mas era só um escudeiro, confirmou com a cabeça e foi fazer sua missão, chegou até a torre e começou a escalá-la, era mito naquilo, foi de boas até que se aproximou da janela e começou a ouvir vozes, primeiro era uma mulher gemendo, depois um barulho selvagem e sinistro que ele não entendia bem, daí se aproximou mais e pôde escutar com clareza, uma mulher dizia:

– Porra, foi preciso tudo aquilo? Agora tu tá banido, o que vamos fazer?
  Um homem então respondeu:

– Calma minha princesa, vou entrar em Guerra com esse fdp do Thiago Bruno, essa putinha corno de merda, vou passar minhas duas espadas nele, sim, primeiro o pinto, depois a espada normal.

– Ele é o Rei, como pensa que terá força para isso?

– Relaxa, provavelmente só irei matá-lo, não gosto mesmo dessas panelagens, planejar essas porra toda e pá, na verdade depois que matar esse infeliz, vou atrás da Panela, Jean e eu, passaramos o rodo naqueles infelizes putinhas do Jhow, aquele Xuaizer e Renato Anão principalmente, dois filhas da puta comunistas e maconheiros que ficam sugando o Reino.


Nesse momento Vinicius Piscina estava apavorado, mas seguiu mesmo assim e olhou pela janela, PUTA QUE PARIU, MAIS QUE PORRA É ESSA?! Estava vendo o imaginável: Os irmãos Iuri e Analua estavam em pleno ato incestuoso, era piroca e peito pra todo lado, um verdadeiro sexo selvagem, Iuri manipulava sua giromba sabiamente enquanto tentava atingir Analua, que já estava cansada, então viu que Iuri o avistou, tentou fugir, mas Iuri foi mais rápido e o pegou.

– PQP moleque tá fazendo o que aqui seu sub de bosta?

  Estava tremendo.

– E-eu, eu... por favor Lorde Iuri, me poupe... não queria... – Iuri então olhou para Analua e depois para Piscina, então olhou para Analua de novo.

– Tá esperando o que, porra? Ele nos viu. – Analua disse, então Iuri voltou a encarar Piscina, então disse:

– As coisas que eu faço por amor. – E empurrou Vinicius Piscina, a queda parecia não ter fim e realmente não teve, após a dor, nada mais sentiu, apenas a vida saindo do seu corpo.


CAPÍTULO 02: COREY

  Estavam em uma longa viagem, o Reino Boiano de Boiás era vasto, para todo lugar que olhavam se podia ver cabeças de gados e fazendas, é a única coisa que tem nessa bosta, Boi e Floresta, pensou. 

  Junto de Corey vinham o monstro Luiz David e Leleco, Luiz David ia galopando em seu mestiço, o Burro Noel, Leleco ia voando com suas orelhas de dumbo e Corey ia em seu skate, a missão dos três era muito complicada, deveriam adentar o território da Gambá Letícia, o que já tinham feito, então deveriam conseguir se infiltar em seu castelo e espioná-la, ver quem eram seus escravos mais habilidosos e quais eram seus pontos fracos, deveriam recolher informações e então voltar para Porto-Oficial e entregar a espionagem ao Rei, se possível até trazer a própria Letícia.

– Aí – Leleco disse. – Vou sobrevoar a área para ver se avisto alguns escravos do exército dela.

  Diziam que o Exército da Letícia, os Escravos de Buceta, eram habilidosos soldados que morreriam por ela, eram muito perigosos justamente por não temerem a morte, alguns diziam que os filhos da puta estavam sobre influência de algum feitiço para irem assim tão longe pela Gambá.

– Beleza mano. – Luiz David disse para Leleco, então ele alçou vôo, Corey seguiu de skate e Luiz com seu Burro.

  Acamparam e esperaram pelo retorno de Leleco, no dia seguinte, de manha, escutaram as orelhas do mano Leleco se rebatendo no céu, sairam da tenda e avistaram Leleco e um prisioneiro, era um moleque favelado, Corey julgou que teria no máximo 12 anos.

– Quem é essa putinha arrombada do cu gozado que eu vou estuprar agora? – Corey perguntou, Leleco jogou o moleque no chão.

– Calma, é um prisioneiro importante, capturei o infeliz nas proximidades, é um dos principais escravos de buceta, se chama João.

– Pu favô sinhô, num mi isnstrupa não... – O moloque choramingava de forma tão escrota que Corey já foi desabotoando a calça para mete-lhe o piru.

– Calma cacete – Luiz falou –, vamos vê se o infeliz coopera – fitou João –, é o seguinte, sub, tu vai falar tudo que sabe sobre a Letícia Gambá, o tamanho do seu exército, o nível de habilidade dos seus cavaleiros e afins.

– Eu falo sim...

  Corey estranhou, havia boatos que Letícia usava um feitiço para ter seus escravos aos seus pés, como então João iria falar? Estaria o boato errado ou ele não era mais um escravo fixo?

– Nos diga então seu lixo, caso contrário como seu rabo, seu nariz, sua orelha, gozo na cara, corto a cabeça, mijo no cadáver e cago na sua boca, seu verme lixosinho inútil de bosta.

  Viu que João mijava na roupa.

– L-Letícia tem um exército de cerca de 2 mil soldados, ela tem guerreiros muito poderosos, os seus escravos principais são todos muito habilidosos, eles receberam uma magia das trevas, sim, tenho certeza, por isso são tão poderosos.

– Magia das trevas? – Perguntou.

– É, agora os cavaleiros escravos quase não são mais humanos, eles são como Demônios, Matt por exemplo foi o primeiro, a origem, o primeiro escravo demôniaco verdadeiro, mas não se enganem, todos tem consciência, não são monstr-

  Corey não suportava mais aqueles contos de fadas sobre Demônios, passou a espada no pescoço do lixo que a cabeça rolou no chão, depois deu um chute fudido nela e acabou quebrando a porra do dedo, o moleque tinha uma cabeça de nordestino.

– Caralho, matou o refém, pqp, vai tomar no seu cu, Corey, ficou louco? – Luiz falou, Leleco concordou com ele, Corey percebeu que a fora péssima ideia trazer Burro Noel, dessa form a treta estava pairando no ar a todo momento, mandou uma bíblia de xingamento aos dois e seguiram viagem.

  Acharam o Castelo da Gambá, Luiz e Corey pularam nas costas de Leleco que então alçou vôo e invadiu por uma janela, Burro ficou lá fora para evitar que causasse alguma treta entre os três. Dentro do Castelo mataram três criados e se vestiram com suas roupas, depois se dividiram para investigar melhor, Corey foi miticamente em seu skate, até que encontrou escadas e teve que ir a pé, continuou até que encontrou uma janela com pequenas barras de metal, lá visualizou duas pessoas, um era meio negroso e tinha uma face triste, a outra pessoa era uma mulher, bem deliciosa digassi de passagi, mais que belos peitinhos, mais que bela bunda, mais que bela pessoa. Logo Corey voltou a si e focou-se na missão, começou a escutar a conversa, a mulher dizia:

– Ainda bem que já havia cortado a peroca do João, lamentável ele ter saído e não voltado.

  Foi então que Corey percebeu, PUTA QUE PARIU, MAIS QUE PORRA É ESSA? Na parede atrás do trono da mulher havia uma coleção gigante de paus, era peroca de todo tamanho e cor.

– Mas Letícia, não precisamos do João mesmo, porém você ainda não disse o seu objetivo, estive até hoje te servindo de todas as formas e você não cumpriu sua promessa ou me disse os paranaue.

  PQP. Corey estava paralisado, o negroso era Matt, o mais poderoso Escravo de Buceta, já a gostosa era a Gambá. Cacete não pode c, essa delícia é a Letícia?

– Tenho um espião poderoso na corte, menino Matt, ele me deu informações sagradas, meu plano se concretizará MUUUHAUHAUHAH!

– E o que tenho que fazer?

– Seguinte, reuna os escravos, convoque nosso exército e parta, Legolas e Madruga sabem para onde ir, eles vão lhe explicar o que fazer.

– Beleza então, mas você poderia me dá um peitinho pelo menos de confiança, em.

  Corey viu que Letícia ficou pensativa, daí ela foi e mostrou o peitinho, e que peitinho digassi de passagi, Matt então saiu com sorriso no rosto. Essa é minha chance, Corey pensou, tirou a espada e destruiu a fina grade de metal facilmente, então adentrou o quarto de Letícia, já apontando a espada pra ela.

– Aí safada, fudeu pra você, o Corey apareceu.

  Ela pareceu um pouco assustada, mas foi se aproximando e pois as mãos no rosto de Corey que nada fez.

– O que tá fazendo biskat? – Ela então começou a lamber o pescoço de Corey e então deixou sua espada cair no chão. Não pode ser, fudeu pra missão.

– Qual seu nome, lindeza? – Letícia perguntou.

– É Corey... –  Mais que porra tô fazendo? Parece uma hipnose isso.

  Letícia então tirou os peitinhos pra fora e começou a fazer várias perguntas, Corey, não sabendo como, começou a responder todas.

– Sua feiticeira, está jogando magia em mim? Invocando demônios?

– Sim, é um feitiço – Letícia respondeu –, chama-se amor.

  Fudeu, não dá mais. Corey estava totalmente apaexonado por Letícia. Foi então que Leleco e Luiz David adentraram a sala.

– Acabou pra você, piranha. – Leleco anunciou, Luiz David já foi mandando Corey pegar a vadia pelos cabelos e a arrastar para fora, mas Corey não podia mais fazer isso.

– Pego-os Corey, então você será meu, você tem minha promessa, se me seguir fielmente, um dia creio que poderemos ser felizes.

  Tentou segurar de toda forma, mas quando viu que Burro Noel adentrou a sala também, estava tudo perdido, a treta se iniciou, só não podia trair Iuri, esses whos Corey poderia deixar passar, então subiu no skate e como um raio passou a espada em Luiz David que mal pôde se defender, perdeu o braço direito e caiu no chão, gemendo, Burro após implementar a treta, fugiu, então Leleco tentou escapar também, voando pela janela, Corey atirou seu skate giratório que rasgou uma orelha do Leleco, ele escapou, mas muito fodido, guardas então adentraram o salão, Letícia mandou prenderem Luiz David e ficou a sós com Corey.

– Olha só songo-mongo, para fazer o juramento de lealdade a mim, primeiro tem que mostrar a peroca, daí eu faço uma pintura num quadro e guardo ela aqui, depois podemos nos arroizar, ou você pode fazer uma mitagem pra mim e quando voltar nós faz altos filho.

  Corey não pensou duas vezes.

– Partiu então, o que tenho que fazer?

– Se infiltre aqui na capital do Reino Boiano, Boiânia City, entre no castelo de Lorde Jhow e passe ele na espada.

– Isso é impossível, ele tem um exército, toda aquela Panela também...

– Apenas vá, meu amado Corey, as coisas vão ocorrer como o planejado, confie em mim, um amigo me contou, um amigo poderoso, você vai até Boiânia e matará Jhow e aquela arrombada da Mortadela, então quando voltar, nós poderemos nos casar.

  Corey deu um sorriso, pegou seu skate e partiu. Letícia rainha, Jhow nadinha. Pensou, poderia após isso começar a ser um agente duplo na Capital e com a Letícia, se brincar poderia almejar até o Trono também, deixaria Letícia ser sua Rainha. Mas primeiro tinha coisas a se fazer. Prepare o cu Jhow, pois a rola é grossa.



CAPÍTULO 03: JHOW BBB

  Jhow estava de boa galopando em seu gado, pensando nos +18 que ele tinha e em quais iria explanar, eram pensamentos fúteis,  mas não tinha mais nada no seu Reino para ele administrar, pelo menos por enquanto. O comércio mais lucrativo era o da maconha, ele vendia toneladas dessa porra só para Renato, o resto o Pedro fumava sozinho.

– LORDE JHOW! – Ouviu alguém chamar, era Bernardo Guevara.

– Fala paneleiro comuna.

– Mandarem te chamar, parece que é algo sério.

  Seguiu Bernardo após desmontar do seu gado, Jhow partiu e entrou no Castelo, foi até sua sala e se deparou com algo incrível.

– PELO AMOR DE KARL MARX – Bernardo gritou. – Que porra é essa?

  Era algo quase indescrítivel, uma enorme borboleta estava carregando uma carta, Jhow estava chocado, então pegou a carta da borboleta que saiu voando depois, na carta dizia:

"Tio Jhow, eu estava servindo ao Rei igual o senhor disse, mas por uma ordem do Charlie eu fui escalar uma torre para pegar o Passarinho, então eu vi algo chocante: a Rainha estava em pleno ato incestuoso com o irmão Iuri, ele me viu e me atirou da janela, agora estou em coma, a única forma de interagir com o mundo agora é wargando na minha borboleta, nossos laços são tão grandes que consigo entrar no corpo dela, por favor, me ajude, demorei 3 dias para escrever essa carta pois estava em forma de borboleta."

  Aquilo era tão escroto, mais tão escroto que se Jhow não tivesse visto com os próprios olhos, não acreditaria, até que seu futuro filho nascesse, Piscina era seu herdeiro, além do mais, o que ele acusava era justamente o que Jhow precisava para entrar em rebelião. É agora que como cu e buceta, começarei por esse incestuoso, lixoso, escória, filha duma arrombada do Iuri, vou fazer com a irmãzinha dele pior do que ele fez com meu sobrinho, vou pegar o bastardo deles e mandar meus gados estuprarem-o.

– Convoque a Panela, Bernardo, parece que vamos partir pro pau.

  A panela se reuniu, era paneleiro pra caralho, maioria comunista, Xuaizer Stalin, James Lenin, Bernardo Guevara, Pedro Maconha e Pedro Negrito, além de outros whos.

– É o seguinte, em poucas palavras, o Rei é corno, o filho dele provavelmente ou não é um bastardo do Iuri que come a irmã, Iuri que jogou meu sobrinho pela janela e o deixou mais bugado que o Marcelo Braga e Digão juntos.

  Um alvoroço tomou o salão da Panela, Jhow assoviou a trombeta para calar todos.

– Agora é a hora, Jhow – Xuaizer falou –, vamos convocar nossos soldados, colocar cada um em cima de um gado e marchar contra a Capital, tomamos o Trono e implantamos o comunismo. – Todos os comuna gritaram o nome do Xuaizer, Jhow achava ele uma pequena ameaça, claramente podia querer tomar seu lugar, como Minanda tentou uma vez, também não gostava tanto assim do comunismo, mas não podia dizer para a Panela, ou perderia o apoio.

– Calma, iremos atacar, mas ainda temos que lidar com a Gambá ou se esqueceram?

– Deixa essa puta para depois – Bernardo falou. – Jhow sabia que Bernardo nutria grande ódio de Letícia, pois tentou arroizá-la uma vez, a Gambá recusou, ainda na época em que Iuri era amante da Gambá, depois disso Bernardo passou a odiá-la.





  Xuaizer tomou a frente.

– É o seguinte, irei me casar com a Carol Marquinha e então me tornarei Lorde do Castelo dela, dessa forma poderei juntar um exército, uniremos forças então com Renato, ele quem arranjou o casamento, com todo esse exército, poderemos defrontar os filhas da puta da Capital.

  Se você soubesse, ficaria enojado, Jhow pensou, quase sentia pena de Xuaizer.

– Tá certo então, vão pra puta que pariu agora arrumar o exército pois tenho um visitante.

  Assim toda panela se dissipou e Jhow aguardou seu convidado especial, quando o cheiro de maconha tomou posse do ar de sua sala, teve certeza que ele chegara: Renato Anão, ele tinha com sorte, 1,40 de altura, atrás dele vinha a PMDA, Panela dos Mitos Defensores do Anão, era composta por BAP, Eduardo, Jhonatan e Thiaguinho.

– Apaga essa maconha caralho, já tenho que aguentar o Pedro fumando essa porra o dia todo, agora você, pqp.

  Anão apagou.

– E então, como anda a panelagem? – Perguntou.

– Tudo sobre controle, prometi a Carol Marquinha pro Xuaizer, mas na verdade vou casá-la com o BAP aqui, ele herdará seu Castelo e exército.

– Xuaizer é seu melhor amigo, tem certeza que fará isso?

  Anão deu uma risada tão sinistra que saiu fumaça de maconha até pelo cu.

– Anões mentem meu amigo – se virou para sua panela –, então PMDA, contem as novidades para Lorde Jhow.

  BAP fez uma reverência e começou a fazer.

– Bem, são realmente Hempa, Xeldô e Minanda, tão comendo o rabo do Reino Bombas no Twitter, Rei Thiago Bruno enviou seu exército para abatê-los e enviou vários mensageiros para cá dizendo para chamarmos nossos gados para ajudarmos na luta.

  Jhow analisou a situação.

– Podemos propor uma aliança para Minanda e cia, ou deixar que eles se matem enquanto tomemos a capital desprotegida, mas... quem será o novo rei? Eles fuderam meu sobrinho, não deixarei o bastardo do Gabriel do Sul sentar naquela porra de cadeira, ainda mais que é um BB.

– Ninguém mais apto do que você mesmo – Anão disse –, farei uma coroa em formato de chifres para você, dessa forma só sobrará a Gambá.

  Jhow riu, já tinha um plano para isso.

– Enviei uma carta para ela, chamei ela para tomar sorvete aqui comigo.

  Jhow viu que Anão ficou desconfiado, mas mandou ele vazar do mesmo jeito, foi ter com sua esposa após aquilo, Nava Mortadela estava deitada, com a porra duma pança que parecia que estava com verme, era gigante, ela vai parir o Raini ou o Busão? Nessa barriga cabem Busão e Digão juntos. Mas nada se comparava a sua buceta, Jhow ainda lembrava da primeira vez dos dois, quando vomitou dentro dá mortadela de sua esposa. Maldito seja meu pai por ter me obrigado a casar com essa elefanta. Pensou.

– Amorzinhooo – Nava chamou –, será que você já acabou com aquela dragão da Letícia Gambá pra mim? Você prometeu.

– Em breve, querida, estou partindo para a guerra agora, cuide do Raini. – Fez uma reverência e saiu dali.

  Após Nava cagar o Raini eu não precisarei mais dela, cada dia de sexo é uma batalha que tenho que travar, pqp, mas isso logo acabará, me vingarei daquele Iuri e da putinha da irmã dele, depois tomo o Trono e então lido com a Letícia na sorveteria.

3 comentários:

valti disse...

First

Unknown disse...

Iuri humilhando a panela!

Vinicius Martins disse...

iuri fdp me matou
lamentavel